terça-feira, 18 de agosto de 2015

A aflição da Igreja seria cem vezes mais desoladora

Abade Alain Lorans (http://www.dici.org)

No dia 3 de maio de 2015, foi aberto oficialmente no Brasil o processo diocesano em vista da beatificação de Dom Helder Câmara, o zeloso propagador da Teologia da Libertação, apelidado em sua vida de “O Bispo Vermelho.” Com esta triste notícia, é bom reler o que o Reverendíssimo Padre Calmel o.p. escreveu, em 1970, em sua Breve Apologia à Igreja de sempre: “A aflição da Igreja seria cem vezes mais desoladora, cem vezes mais cruel, é o Senhor que é para sempre seu Mestre e Rei. É a Ele que todo poder foi dado, é diante d’Ele que se dobra todo o joelho no céu, na terra e nos infernos, inclusive nesse tipo de inferno indolor para o momento, que é a seita modernista. Ela não pode estender sua nocividade além das estreitas fronteiras que o Senhor lhe destinou, e o Senhor não lhe concedeu um certo poder de obscurecer, de falsear e de escandalizar de mil maneiras, para o bem dos eleitos e para aumentar o esplendor da Graça de sua Igreja. Portanto, não tenhamos medo, mas a perseverança com confiança na Igreja de sempre.” 

Clique aqui e COMENTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário